Vantagens dos revestimentos em vinil (PVC)

A escolha do revestimento para ambientes hospitalares, laboratórios, clínicas ou qualquer outro estabelecimento de saúde, leva em consideração, além dos aspectos de alvenaria e arquitetura, as exigências da Anvisa, que determina as caraterísticas técnicas que os produtos devem ter para que estejam adequados aos ambientes de saúde.

 

E quando falamos dos revestimentos em vinil (PVC), estamos nos referindo principalmente às placas e faixas de proteção. Ambas têm a função de proteger a estrutura das paredes, facilitando a higienização e minimizando a necessidade de reparos e pinturas, prolongando a vida útil das superfícies, além de proteger os pacientes.

 

As placas de proteção hospitalar são chapas rígidas que protegem as paredes e as portas contra impactos de macas, carrinhos e outros equipamentos hospitalares. Também eliminam quinas vivas que expõem pacientes e funcionários a riscos.

 

As faixas também são de chapa rígida em PETG reciclado e tem 1mm de espessura. São projetadas para proteger portas e paredes de frequentes avarias, aplicadas com cola de contato e disponíveis em diversas medidas.

 

Os dois produtos têm em sua fabricação propriedades retardante de chamas, assim como tratamento bactericida e fungicida, que garante maior vida útil às placas e faixas. Também são fáceis de instalar, de limpar e estão disponíveis em diversas cores.

 

 

Especialista em acabamentos para arquitetura de ambientes da saúde

 

Há 13 anos no mercado, a Divino Hospitalar é referência em qualidade, resistência e durabilidade quando o assunto é acabamento arquitetônico para ambientes da saúde. Em sua linha de produtos – a mais diversificada do mercado -, oferece placas em vinil (PVC) de proteção para parede, bate-macas e cantoneiras, além de cortinas para leitos e cortinas rollo, tudo feito sob medida, de acordo com as necessidades e características de cada projeto. Consulte um de nossos consultores clicando aqui e veja como usar os produtos da Divino Hospitalar em seus ambientes.

Open chat